segunda-feira, 14 de julho de 2008

stay with me under these waves*


depois de suar as tragédias, enroscou-se na manta quente da permanência, balbuciando sílabas de coragem e tons de continuidade. fizera das tripas, um coração de farrapos, remendado por linhas frágeis, de quem cose as palavras à boca, na pressa de salvar o silêncio moribundo. guardava no ventre da memória, a dor mais pesada do mundo, a vergonha a pesar nas costas e o condicional a passear na língua. 

*jeff buckley - nightmares by the sea.
fotografia de lilya corneli.

1 comentário:

ervilha. disse...

contigo até ao fim de todas as amoras que existirem no planeta.