terça-feira, 29 de setembro de 2009

small cut sensations.*


muito rapidamente, de novo, para não ensaiar palavras: no domingo, pensei que o outono tinha caído no meu colo, quando entrou pela janela do carro; sonho todos os dias com pássaros mortos e gostava que me explicasses porquê; quero muito comprar um corpo de ensaio e erro, pode ser? acho que este se estragou; fiquei a saber que também nunca vou ser do tipo de rapariga cujos cabelos esvoaçam de forma perfeita ao som do vento (sim, som, não me sabe a nada, mas ouço-o); descobri, também, que vou sempre sentir-me asfixiada dentro dos abraços desfeitos de almodóvar, por mais que os caminhos sejam traçados sempre da mesma forma; também acho que devia haver uma disciplina que obrigasse os alunos a estudar certos filmes; comprei mundos antigos por dez euros e pensei como seria bom comprar os novos a esse preço; comprar os novos, apenas, já era bom; acordo todos os dias a pensar em aprender uma coisa nova, para não ver à lupa aquilo que não consegui aprender (acho que se chama "esperar", mas não tenho a certeza); no autocarro que apanho todos os dias, o setecentosevintesete, há um senhor que faz listas de tudo, com uma letra muito perfeitinha: jornadas de futebol, playlists de rádios, dados percentuais do que quer que seja, compras, programações televisivas; lembrei-me que gosto de fazer listas, mas nunca em andamento, porque a letra não fica perfeitinha. o problema será sempre esse: a letra não ficar perfeitinha.


*jong pang.
fotografia d'aqui.

3 comentários:

plastessina disse...

oh e eu chego aqui delicio-me. os meus cabelos também não esvoaçam ao vento.

franksy! the awesome wife disse...

isto está tão bonito, martinha...

copiei e guardei no meu computador! com amor!

Fipa disse...

ai, isto está mesmo primoroso!!

posso copiar também e guardar com amor?

olha amor, sonhar com pássaros mortos não é bom sinal, de acordo com o dicionário de sonhos quer dizer perdas económicas.

depois, queres ser uma rapariga 'mata-me já!'? não queiras, só traz chatices!

além disso os teus cabelos são lindos e esvoaçam de forma perfeita se eu lhes soprar :)

adorava ter uma disciplina em que só estudasse filmes, seria tão bom fazer os trabalhos de casa e ver-me obrigada a comprar filmes em vez de livros de arquitectura.

esse senhor do autocarro supera aquele onde eu ia, que fazia ginástica para esticar as pernas sempre que se levantava.

e por acaso, tenho assuntos por resolver com a minha letra, andamos sempre chateadas, e de vez em quando mudo para outra...mas perfeita, nunca.