terça-feira, 27 de maio de 2008

and I cry if I want to.

lembro-me de descobrir antes do meu irmão - sempre antes do meu irmão - os livros cá de casa. lembro-me de dessoterrar páginas sobre o que eu achava ser segredo maior. lembro-me de baloiçar até os sonhos ficarem enjoados. lembro-me de escorregar até aterrar na verdade. lembro-me de escrever o meu nome no tecto para estar mais perto do muito-muito longe. lembro-me de ficar acordada à noite, a imaginar que o negrume era o mar e de não me importar que o sono nunca mais chegasse. lembro-me de dançar em vez de andar. lembro-me de nadar em vez de boiar. lembro-me de chegar longe demais e gritar pelo socorro da minha mãe. lembro-me de refazer viagens no projector de slides. lembro-me quando encontrei a máquina de escrever e do dia em que nunca mais a larguei. lembro-me de criar mundos e fundos sob a mesa da sala de jantar. lembro-me quando descobri que podia reinventar os dias cada vez que carregava no play. lembro-me de dormir na barriga do meu pai e pensar que não havia lugar mais sereno no mundo. lembro-me de acordar hoje de manhã e continuar a achar que esse é o lugar mais sereno do mundo.

[fotografia de marie hochhaus].

8 comentários:

uma nuvem de saias. disse...

Maravilhoso. :)
és a minha metade, Marta bitch.
Hoje, só por seres uma bébé, deixo aqui, neste pequeno grande espaço, uma declaração de Amor profundo e sentido.
*

homesick.alien disse...

joyeux anniversaire, joyeux anniversaire, joyeux anniversaire, joyeux anniversaireeeee.
*clap*clap*clap*clap* ;)

L disse...

Parabéns portifriend!**

lebredoarrozal disse...

parabéns:D

tixa disse...

:)

tu sabes. não são precisas mais palavras.

JP Sousa disse...

Parabéns com delay minha cara (: Esse lembro-me lembra-me o je me souviens do Perec.

Raquel disse...

"lembro-me de dormir na barriga do meu pai e pensar que não havia lugar mais sereno no mundo".

também eu.também eu.
*

couve-flor. disse...

obrigada, meujamores!